Duetos que eu gostaria de ver no especial do Roberto Carlos

EspecialRC2015

Ah, o natal!

Como gosto desse clima de fim do ano, a casa toda enfeitada, esse tanto de cosplay de papai noel e a correria para garantir os presentes e o peru. Posso dizer que é a minha época favorita do ano todo. E, claro, ela não seria completa sem o especial de fim de ano com o Roberto Carlos.

Nessa época parece que uma parte do meu cérebro se acende e eu começo a cantarolar letras que eu nem sabia que existiam. Pode-se dizer que essa é a verdadeira magia do natal, meus amigos.

Como já estamos na semana do natal logo reencontraremos nosso amigo Robertão em mais um especial e eu, você e todo mundo já conhecemos o roteiro, todo ano tem convidados ~especiais~ nada prováveis para dividir os vocais com o rei. Pensando nisso separei algumas opções que tenho certeza que abrilhantaria muito mais esse programa e despertaria o que há de melhor em nossos corações. Vejam se concordam:

Joelma e Chimbinha

Robertao_Casal20

2015 foi um ano conturbado para esse casal que já trouxe tantas alegrias para nossas vidas. Seria muito emocionante vê-los se reconciliar no palco ao lado daquele que tanto fala sobre o amor. Imaginem o casal deixando de cantar sobre a lua que traiu e cantar sobre esse cara que o Chimbinha supostamente deveria ser?

Leia mais »

O que aprendi com o 2º MasterChef Brasil

Ano passado elegi o MasterChef Brasil como o meu novo reality show favorito, título que já pertenceu a Casa dos Artistas, Big Brother Brasil e O Aprendiz. Ver as pessoas cozinhando e jurados criticando a comida alheia parecia muito mais interessante, só que para acompanhar esse programa eu precisava mudar alguns hábitos. Foi só começar a 2ª temporada que passei a jantar mais tarde às terças-feiras, por exemplo, para garantir que a fome não viria de forma tão matadora durante o programa, me fazendo descongelar uma lasanha tarde da noite.

Bem, eu sei que vocês estão nem aí para os meus hábitos alimentares, o que eu como, deixo de comer e que horas isso acontece, então vamos logo para a parte dos aprendizados. Se você perdeu o módulo 1 do curso MasterChef fique tranquilo que você ainda pode acessar por aqui, se você já está por dentro de tudo, então venha acompanhar o que aprendemos nessa 2ª temporada:

– A melhor maneira de acompanhar o programa é com o Twitter como segunda tela
Ok, esse não é bem um aprendizado MasterChef, mas foi algo que mudou completamente minha relação com o programa. Inclusive, acho que o próprio programa deveria exibir essa sugestão antes de começar. Graças a esse maravilhoso ~microblog~ podemos perceber detalhes que deixamos passar e acompanhar as melhores reações para cada ação que vemos na TV.

Leia mais »

90’s: Desenhos animados

Quando as pessoas atingem uma ~certa idade~ começam com uma mania de achar que as coisas que fazem/fizeram parte de sua vida são muito mais legais que as coisas que fazem parte da vida dos outros. Com os anos passando sinto que estou entrando para esse grupo de pessoas. Hoje eu vejo esses desenhos novos e tenho vontade de dizer “antigamente é que passava desenho bom”.  Papo de gente velha,  eu sei, mas inevitável.

Para reforçar essa ideia de que entrei para o time do “é que no meu tempo…” hoje trago alguns dos muitos desenhos que marcaram minha infância nos anos 90. Peguem seus toddynhos e acompanhem:

1 – Ursinhos Carinhosos

O desenho é dos anos 80, mas fez grande sucesso por aqui nos anos 90 durante o Bom Dia & Cia. Os Ursinhos carinhosos habitam a Nuvem Rosa e protegem a Terra do vilão Coração Gelado, seu ajudante Malvado e sua sobrinha Laurinha, que tentam acabar com o amor do mundo. Além dos ursinhos também há os primos deles, que são outros animais que habitam a Floresta dos Sentimentos. Cada personagem do bem, tanto a família de ursinhos quanto a dos primos, possui um símbolo na barriga que em situações de perigo lançam raios de sentimentos bons.

Leia mais »

90’s: Programas infantis

Como uma criança nascida no final dos anos 80 posso dizer que a década de 90 foi muito aproveitada por mim em (quase) todas as áreas. Na parte televisiva, principalmente, foi uma época de ouro, muito bem trabalhada em programas infantis, principalmente pela TV Cultura.

Se você, assim como eu, também é desses que adora uma sessão nostalgia, se joga no post comigo:

Rá-Tim-Bum

Senta que lá vem história, amiguinhos! Rá-Tim-Bum é um programa infantil da TV Cultura que estreou em 1990 com direção de Fernando Meirelles. Com uma fórmula inovadora na época, ele é formado por quadro livres, cheios de cores e com personagens únicos. Dedicado a crianças em fase de pré-alfabetização ele ensina de forma lúdica noções de higiene pessoal, ecologia, cidadania, português e matemática.

Quem não se lembra do Professor Tibúrcio, personagem de Marcelo Tas, a esfinge e seus enigmas e a menina Nina com suas tranças e sua boneca Careca? Isso sem contar a abertura do programa que era tão legal que a gente nunca deixava de assistir.

Leia mais »

O que aprendi com o 1º Masterchef Brasil

Nos últimos meses toda terça-feira a timeline do Twitter fica monotemática, tudo o que se lê ou se comenta é sobre o MasterChef Brasil. Como viciada que sou em reality show resolvi ver qual era, pra tentar entender todo esse auê na rede de microblog (e também pra julgar os outros, porque é isso que se faz quando se assiste esse tipo de programa).

Se você não sabe o que é essa belezinha eu posso dizer que: você perdeu. Mas tudo bem, eu explico: o programa é uma competição de chefs de cozinha amadores, toda semana eles realizam provas e são avaliados por 3 chefs (que eu nunca tinha ouvido falar porque não sou entendida do assunto, mas não pensaria duas vezes antes de ficar mais pobre indo aos seus restaurantes). Cada semana um participante é eliminado.

Eu também fico sempre que vejo esse programa, Jacquin

Hoje vai ao ar o último episódio da temporada e posso dizer que todo o tempo investido assistindo o programa não foi em vão. Se com BBB eu aprendi que formar casal e contar uma historia triste pode te levar mais longe no jogo, com Masterchef aprendi um monte de outras coisas e como não sou egoísta posso compartilhar com vocês:

Leia mais »

Superpapo: pra sempre em nossos corações

Foi há um bom tempo em uma dessas noites de programação ruim da TV aberta e também em um momento de alto estresse com esses jogos da madrugada em que você precisa adivinhar as palavras certas enquanto toca uma música digna de Hitchcock que fui parar no eterno comercial do Superpapo. Digo eterno porque ele quase não tem fim. Sério. Quando finalmente chega ao fim, começa de novo. E de novo. E de novo.

Antes de qualquer coisa, se você não é dessa época ou estava ocupado demais colocando indiretas no nick do MSN, separe uma hora do seu dia para assistir a esse comercial:

Leia mais »

As novelas de Silvio Santos

Eu coração Silvio Santos. Não só porque ele era camelô e criou o SBT, não por ele fazer o que quer com os horários de sua programação imprevisível e nem pela piada do bambu, mas simplesmente porque em sua emissora estão as novelas com os melhores nomes que já existiram no mundo.

Você já deve ter se dado conta disso, ou não, mas vale repassar os nomes mentalmente e se ligar na lista:

Thalia do bairro, do mar, mercedes

Quem acompanha a emissora sabe a grande fixação pela Thalía. Acredito que a Televisa ofereceu ao SBT algo como “pague 1, leve 3” e se tem algo que o SS deve ter aprendido em sua longínqua época de camelô foi a importância da economia através da promoção.

O lance das histórias iguais é uma possível explicação para esse mega combo, já que sempre havia o homem rico de nome composto que se apaixona pela pobre moça de nobre coração que morava e cuidava de sua vozinha.

Leia mais »