Vote em mim

Queridos companheiros e companheiras, amigos, romanos e conterrâneos, emprestem-me seus ouvidos (e olhos). Ano de eleição é tudo igual, as mesmas caras, as mesmas promessas, a mesma palhaçada e a falta de ter em quem votar. Sendo assim resolvi me candidatar (NOT), porque pior do que tá sempre fica e promessas por promessas eu fico com as minhas!

Não, eu não prometo a paz mundial, afinal não tô concorrendo a miss nada, mas prometo que se for eleita dedicarei grande parte da verba disponível a coisas que farão toda diferença em nossa existência. Vamos as (falsas) promessas:

Primeiramente investirei pesado em pesquisas para a adaptação do DeLorean, transformando-o em uma máquina do tempo exatamente como vimos Dr. Brown fazer em De volta para o futuro. Desde os tantos de 1985 esperamos ansiosos pelo dia em que pudéssemos viajar no tempo em um camaro amarelo carro irado e 10. Estamos um pouco atrasados, é verdade, mas nunca é tarde, certo? Claro, também faremos alguns ajustes, senão vira zona e corre o risco do presente ficar se alterando o todo tempo, mas isso é só um detalhe.

Outra coisa que devemos incentivar é o campo dos estudos sobre a comida saborosa que engorda. Adianta comer alface e chuchu para manter a boa forma se tudo que você conseguirá será um corpo saudável (é verdade), mas aquela tristeza e mau humor constante? Por um mundo com barra de chocolate que não engorde, por um mundo onde a batata frita ao invés de quilos trará um sorriso no rosto sem peso na consciência, por um mundo onde hambúrguer não venha acompanhado de brinquedos, ou também com brinquedos, mas, principalmente, uma barriga sequinha. População feliz trabalha feliz, produz mais, aumenta a economia e blablabla.

Por fim e não menos importante: até o fim do meu mandato prometo a entrega do aeronet. Sim, um corredor que na verdade não é um corredor, mas cobre todo o território nacional com uma internet ligeira, que funciona em qualquer canto, no metrô, na rua, na fazenda, em uma casinha de sapê e até onde judas perdeu as botas e as meias. Você pode ficar preso em um trânsito terrível, pode aguentar constantes viagens no tempo, mas se você tiver uma internet de qualidade o tempo será relativo. Além do mais, de que adianta comer aqueles pratos bonitos e gostosos, continuar com o corpo na medida certa, conhecer seus parentes do passado (bota passado nisso) e não poder twittar ou postar as fotos no Instagram?

Acaba aqui o programa eleitoral gratuito que promove a Luana para qualquer-coisa-importante-aí.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s